Jornalistas participam de estágio no Exército do Rio de Janeiro, mudança na Equatorial Energia, Tutu na rádio Liberal e outras novidades

 Jornalistas participam de estágio no Exército do Rio de Janeiro, mudança na Equatorial Energia, Tutu na rádio Liberal e outras novidades

Todos os comunicadores que estão no Rio de Janeiro para um estágio promovido pelo Exército do Brasil

Belém, 9 de julho de 2024 – E eu achando que durante as férias de julho, as redações estavam mais calmas. Que nada! Temos uma grande movimentação na nossa já famosa “dança das cadeiras”.

Exército – Quatro comunicadores da região Norte estão no Rio de Janeiro e participam, desde segunda-feira, 8, do estágio de preparação para jornalistas e assessores de imprensa em área de conflito 2024, promovido pelo Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, do Exército brasileiro. Do Pará, estão Priscila Amaral, da TV Record Belém; Jaílson Torres, da TV Kairós, de Marabá; e o fotógrafo Osmarino Souza, além de Girlane Duarte, jornalista representante do Oiapoque/AP, que foram indicados pelo Comando Militar do Norte – CMN.

Priscilla Amaral iniciando no estágio do Exército (foto de Osmarino Souza)
O crachá do Osmarino Souza para o estágio que segue até sábado, dia 13

Daniel no Festival Gabo – Daniel Nardin esteve na semana passado em Bogotá, capital da Colômbia, como convidado e palestrante do 12º Festival Gabo, onde falou da experiência da plataforma Amazônia Vox. No primeiro dia em que estava por lá, Daniel conheceu um dos diretores da Fundación Gabo, Gonzalo Marquez, filho do escritor Gabriel Garcia Marquez, sendo que este é a grande inspiração do festival.

Daniel Nardin durante a apresentação de palestra que ele fez no Festival Gabo
Jornalistas brasileiros convidados do Festival Gabo. Ao lado de Nardin, de blusa amarela, está a repórter da TV Globo, Sônia Bridi.
Daniel Nardin, Gonzalo Marquez e Jaime Abello, da Fundación Gabo

Rosana – Rosana Pinto, nossa “círio-woman”, depois de uma temporada atendendo às demandas da mineradora Hydro pela In Press, está de volta à agência Eko, onde ela já havia trabalhado.

Rosana Pinto de volta à Eko

Sessão “a volta dos que não foram” – E eis que depois de quase 40 anos de “reinado” de João de Deus Lobato à frente da comunicação, primeiro da Celpa e depois, da Equatorial Energia, ele se despediu do cargo. Para o lugar dele, foi recrutado Henrique Miranda. Sim, ele mesmo, aquele que disse que quando saísse de Belém, “não voltaria jamais”. E voltou. Ele “baixou a bola”, Dedé? Na, na, ni, na, não. Chegou no meu ponto que a apresentação do “migs” à diretoria daquela empresa de energia, na semana passada, deixou uma impressão mais pra lá, do que pra cá. Tudo por conta da já conhecida “discrição” do rapaz. Me passaram que o pessoal ficou “muito passado”. E mais, a soberba e empáfia dele continuam “de cima”. Temos por cá um áudio do “migs” falando com um colega subordinado a ele que, olha, se alguém fala comigo daquela maneira, no meio da primeira frase já viria um “alto lá, meu colega, fale direito!”. De formas que é isso… Anos e anos fora de Belém e com “grandes trabalhos”, inclusive no Acre, e a pessoa me volta assim… pior!

Querida Equatorial Energia, o site te deseja sorte, muita sorte…

Wellington – Outro que foi, mas já voltou foi o repórter Wellington Jr. Depois de poucos meses na assessoria da deputada Cilene Couto e ele já está de volta à RBATV. O colega informou assim sobre a volta: “No mundo da vida real, onde contar histórias é minha paixão… a partir de hoje [segunda-feira, 8], vamos voltar a nos ver novamente na RBATV”. Para a felicidade de todos na torre.

Wellington Jr. voltou à RBATV

Ainda a RBATV – A repórter Tamires Porteglio é a nova apresentadora do quadro “Direto da Redação”, da RBATV.

Tamires Porteglio, no detalhe em vermelho, no Direto da Redação

Paraense brilhando na “Cidade Maravilhosa” – Bem, não sou eu que estou a brilhar, mesmo porque todos sabem que estou aqui no Rio de Janeiro “condenada ao ostracismo” – entendedores entenderão -, mas quem brilha é ela, Ana Carolina Maia. A colega, que passou pela Equatorial Energia, portal G1 Santarém e agência Eko, assumiu uma vaga no Instituto Estadual do Meio Ambiente [Inea], na capital carioca. Com vasta experiência no jornalismo ambiental, Maia está deixando sua marca na assessoria de imprensa daquele órgão ambiental, emplacando pautas no O Globo, RJ 2, Radar Econômico [Veja] e no programa da Ana Maria Braga.

Ana Carolina Maia, da Equatorial em Castanhal para o Rio de Janeiro

Aycha – A jornalista Aycha Nunes, depois de um tempinho em uma das diretorias da Agência Pará, é a nova coordenadora de comunicação da Fundação Cultural do Pará – FCP, que já teve três assessores de imprensa só em 2024.

Aycha Nunes no novo cargo na FCP

Cíntia – A jornalista e relações públicas Cíntia Luna deixou a comunicação da Prefeitura de Belém, na Comus/Agência Belém. Cíntia vai para Altamira, trabalhar na campanha do pré-candidato a prefeito Dr. Loredan.

Cíntia Luna vai trabalhar em campanha em Altamira

Mais um deixa a CBN – Já se fala em “o último que sair apague a luz”, e assim, mais um colega deixou a rádio CBN Amazônia Belém. Desta vez foi Rafael Rocha, que deixou a rádio na segunda-feira, 8, onde ficou por dois anos. A informação que chegou é que há muita gente insatisfeita com a gerência da empresa, que fica em Manaus-AM, e haverá outros colegas que irão sair nos próximos dias.

Rafael Rocha deixou a rádio CBN Belém

Daleth – Depois de um tempo na organização Uma Gota No Oceano, Daleth Oliveira está de volta à Redação Integrada O Liberal, como frila, na edição dos impressos.

Daleth está de volta a O Liberal

João – O repórter João Wanderley, agora, faz parte do time de repórteres da editoria de esportes da TV Liberal, mas continua no dia a dia e nas transmissões de futebol da Rádio Liberal+. João é de Capanema e foi repórter na RBATV de Bragança.

João Wanderley é o novo repórter de esportes na TV Liberal

Nem precisei escrever a nota – O bacana é que já chega prontinha: “Quem pensava que ‘tutubarão’ iria chegar arrasando as estruturas da Redação Integrada de O Liberal, enganou-se. O anúncio oficial da chegada do ‘colega’ foi feito na manhã desta terça-feira, 9, em um grupo de WhatsApp da empresa, e rendeu, no máximo, três reações. A questão é que todo mundo conhece a fama do rapaz e se pergunta o que diabos ele está fazendo ali? O Grupo Liberal já foi bem mais seletivo. Antigamente, dizem os mais velhos, só entrava quem realmente era bom e dava conta do recado. Hoje em dia, o jornal denuncia o ‘caso do tigrinho’, por exemplo, e contrata quem o divulga [Tutu]. Publica matérias diárias de presos por extorsão e contrata quem é apontado como um [acusado de tentar extorquir um empresário]. E mais: contrata quem, um dia, já encheu o peito, ou melhor, os dedos, e disse em um grupo de mensagens com outros colegas que o jornal em questão era “usado para limpar a bunda”.

Tenha “medo”, muito “medo”, porque esse negócio não vai durar muito tempo, não

Sinjor – O Sindicato de Jornalistas do Pará – Sinjor-PA entrou com pedido de dissídio coletivo, na quarta-feira, 3, para garantir a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho – CCT com o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Pará – Sertep, entidade patronal das empresas de comunicação do Estado. O Sindicato também recebeu denúncias sobre “advertências por escrito” para editores-assistentes e diagramadores do jornal O Liberal, que não bateram [cartão de ponto] no intervalo intrajornada. A assessoria jurídica já está ciente do caso e tomará as medidas necessárias para resguardar os direitos da categoria. A empresa está se notabilizando pelo aumento da precarização do trabalho, que tem como resultado a diminuição constante das equipes, sobrecarga de trabalho, assédio moral e contratação de freelancers, que não possuem direitos trabalhistas básicos como 13°, férias e FGTS.

Sinjor-PA de olho nas redações

Boas vibrações – O site e eu estamos mandando as melhores vibrações e desejos de muita saúde e brevíssima recuperação aos colegas da comunicação, a publicitária Daniela – Dani – Sá, e os jornalistas Nátia Machado, Danielle Redig e Carlos Fellip. Amigos, muita força a todos e tenho certeza de que essa “fogueira” já foi transposta.

Deixe um comentário