Tutubarão é acusado de associação com envolvidos no Jogo do Tigrinho e de tentar extorquir empresário de Mosqueiro

 Tutubarão é acusado de associação com envolvidos no Jogo do Tigrinho e de tentar extorquir empresário de Mosqueiro

O Jogo do Tigrinho teria “batido à porta” de Tutu e cobrado a “sua parte”

Belém, 11 de junho de 2024 – Eita, que é “eita atrás de eita” e o repórter da RBA TV Tutubarão estaria ficando, cada vez mais, enrolado em grandes confusões.

Primeiro, a confusão do Jogo do Tigrinho – E Tutubarão, hein, gente? Desde a semana passada, ele não pode se queixar de “emoções”, muitas, por sinal. Mas essa história é longa. Tentarei resumir, mas é coisa demais. Tudo começa em dezembro do ano passado quando foi deflagrada a operação Truque de Mestre, que investigava influencers que divulgavam jogos de azar na internet, como o tal Jogo do Tigrinho. Tutu foi “o” repórter, cobrindo todas as fases da operação que acabou prendendo os influencers paraenses Noelle Araújo; Gleison Pereira Soares, conhecido como ‘Mago das Unhas’, e mais três mulheres. Tutu “contou tudo”.

Com a liberdade dos acusados, Tutu, como por encanto, passou a ser quase um “assessor de mídias sociais” de Noelle e Mago. Quem acompanha o perfil de Tutu no Instagram, via que era dia sim e outro também de notícias favoráveis sobre a dupla de influencers, que diziam ser muito amigos.

Treta dos antes ‘parças’ – Mas na semana passada, o “caldo entornou” e também como por “encanto”, os antes parceiros começaram a se “estranhar” pelas redes sociais, cada um “querendo tirar o seu da reta”. A história foi parar nas redes sociais de Bruna Lorrane que, além de falar sobre Noelle e Mago, citou que “um repórter” também estaria envolvido. Bruna e Tutu são desafetos de longa data.

E vieram as postagens com “provas”, como prints e áudios. Em um deles, querendo não se ver envolvido ainda mais com a fala de Noelle, que acusou magistrados paraenses de terem exigido cerca de R$ 300 mil para embaralhar o processo na Justiça do caso Tigrinho, Tutu fala em bom português: “Não tenho nada a ver com a Noelle, meu fechamento era o Mago, era o Mago que me bancava”. Em comentários a essa postagem, Tutu, antes, disse que o áudio fora feito por Inteligência Artificial – IA, para logo depois se contradizer e falar que o mesmo áudio “era antigo e fora de contexto”.

Tirando da reta – Em outro vídeo, Noelle conversa com Tutu, com intimidade de amigos. O “colega” foi no perfil dele, no sábado, 9, e disse “reafirmo o compromisso que sempre tive com a verdade”. E nesse fim de semana, as tretas foram dedicadas a Bruna Lorrane, a quem Tutu teria pedido arrego e solicitado que ela não divulgasse a história do envolvimento dele com os influencers; e ao Mago, que só não chama de “santo” para Tutu. Ainda na semana passada, Tutu fez uma longa reportagem, publicada no portal DOL, sobre os muitos carros de luxo que o Mago comprou. Mas eles não eram “unha & cutícula”? Em outra postagem do Instagram, Tutu posa ao lado de um delegado de polícia que já foi citado nas tretas da internet, só não disse a data da foto, que bem poderia ser antiga.

O fato é um só: os envolvidos nessa imensa treta estão indo às redes sociais fazendo questão de falar e alardear que Tutu é “mentiroso e propagador de fake news”. Tutu também passou a acusar que páginas de fofocas, em Belém, estão sendo pagas “para queimá-lo”, mas não disse quais.

ACUSAÇÃO DE EXTORSÃO

Tutu acusado de extorsão – E como se não bastasse a maré ruim atravessada por Tutu, veio ali dos lados de Mosqueiro, nesta terça-feira, 11, a informação de que Tutu teria tentado extorquir um empresário daquele Distrito, que não perdeu tempo e registrou um Boletim de Ocorrência – BO contra o famoso repórter da RBA TV.

O empresário foi acusado de importunação sexual contra uma menor de idade e está respondendo a um inquérito sobre essa acusação. Tutu, que conheceu o empresário em Salvaterra, no Marajó, tempos atrás, teve acesso à acusação contra o empresário, ligou a ele e disse que sabia da história e que para não publicá-la, o preço era R$ 10 mil. O empresário recusou e começou a ser assediado por um “enviado” de Tutu, que passou a fazer as ligações telefônicas, intermediando “o preço”.

Em uma dessas vezes, o empresário gravou a conversa com o enviado de Tutu, foi à Delegacia de Mosqueiro, levou a gravação e fez o BO, no dia 6 deste mês de junho. Isso porque, “o preço” de R$ 10 mil, havia caído pra R$ 2 mil e o “enviado” estava sempre lembrando ao empresário que “o tio de Tutu ficou rico assim…”, isto é, praticando esse tipo de golpe. O tio de Tutu, todos nós sabemos quem é, certo?

Vai ver que por se recusar a pagar ao repórter, no dia 3 de junho passado, Tutu compartilhou, no perfil dele no Instagram, uma reportagem da TV Record Belém, mostrando o caso da acusação feita ao empresário de Mosqueiro.

Olha, este site já nem sabe mais o que fazer com tanta informação que chega por aqui. Afe! Nossa Senhora do Ó!

Boletim de Ocorrência lavrado contra Tutu, acusando-o de tentativa de extorsão

NOTA DA REDAÇÃO: Este site está aberto a quem quiser se manifestar sobre os assuntos acima. Direito de resposta, aqui no site, é sagrado. Estejam à vontade.