Cineclube Paraense e Cine Líbero Luxardo celebram os 80 anos de Barbra Streisand

 Cineclube Paraense e Cine Líbero Luxardo celebram os 80 anos de Barbra Streisand

O evento é nesta quinta-feira, 14, às 19h, no Cine Líbero Luxardo, com entrada franca

A atriz, diretora, roteirista, produtora, cantora e compositora Barbra Streisand celebra 80 anos de idade no próximo dia 24 de abril. E para comemorar a data, o Cineclube Paraense, em parceria com o Cine Líbero Luxardo, exibe naquela sala o filme “Yentl”, dirigido por Streisand, na quinta-feira, dia 14, às 19h, com entrada franca.

A exibição do filme será acompanhada de uma apresentação da vida e carreira de Streisand que será feita pelo cinéfilo e um dos maiores fãs da artista em Belém, Marcelo Flexa, membro do Cineclube Paraense. Após a exibição de “Yentl”, haverá um debate com o público e sorteio de brindes, como DVDs dos filmes de Streisand.

Flexa é fã assumidíssimo de Barbra Streisand. Ele tem todos os filmes e CDs dela e um punhado de revistas, livros e objetos que remetem à essa paixão. Flexa também é uma verdadeira enciclopédia em se tratando da atriz e cantora, sabendo de detalhes da carreira da artista que somente quem ama um ídolo, como é a relação dele com Barbra, sabe. E com muita propriedade.

Cena de “Yentl” com Amy Irving e Barbra Streisand

O cinéfilo conta que essa paixão começou quando ele tinha 11 anos, em agosto de 1984, dentro do cine Palácio, assistindo, justamente, “Yentl”. “Foi paixão ao primeiro frame. Uma arrebatação do talento dela ao assistir ao filme e depois saber que ela tinha dirigido, atuado, produzido, roteirizado e cantando no filme. Outro talento dela que, logo depois de assistir ao filme me tomou de prazer, foi escutar aquela voz cristalina”, relembra Flexa.

Yentl – “Yentl” é um filme do ano de 1983, que marca a estreia na direção de Barbra Streisand.

Quando comprou os direitos para realizar o filme em 1968, Streisand tinha 26 anos e desejava interpretar a protagonista. Anteriormente a história havia sido levada aos palcos em um espetáculo que estreou na Broadway em 1975. Mas foi somente quase uma década depois que ela recebeu o aval para iniciar as filmagens.

Barbra Streisand atou, escreveu, dirigiu e produziu o filme “Yentl”

O esforço em produzir em todas as escalas um filme acabou tornando Barbra a primeira mulher a receber o Globo de Ouro de Melhor Diretora. Mais tarde ela poderia ter sido indicada ao Oscar por “Príncipe das Marés” (em 1991), e, apesar de o filme ter tido sete nomeações, Barbra não recebeu indicação de Melhor Diretora. O que causou uma série de protestos indignados de atrizes de Hollywood, que queriam ver Barbra recebendo essa nomeação.

Sinopse – Na história, Yentl Mendel (Streisand) é uma garota judia que mora com seu pai, um homem religioso que permite que a filha estude, algo estranho à sociedade religiosa local. Após a morte do pai, e sozinha no mundo, Yentl deseja seguir seus estudos do Torah e do Talmude. A única maneira de estudar em uma sociedade extremamente patriarcal, é ser homem. É aí que ela resolve se transformar em um.

No meio do caminho, ela encontra Avigdor (Mandy Patinkin), um estudante por quem ela se apaixona. Um outro problema surge quando Avigdor é impedido de se casar com sua noiva, a bela e recatada Hadass (Amy Irving). Motivado por seu amigo, Yentl acaba por se casar com a moça, mas, evidentemente, é impossibilitada de consumar o ato.

Serviço: Evento “Barbra Streisand – 80 anos”, quinta-feira, dia 14, às 19 horas, no Cine Líbero Luxardo (térreo do Centur), com exibição de “Yentl”. Haverá debate após o filme e sorteio de brindes. Promoção: Cineclube Paraense e Cine Líbero Luxardo. Entrada franca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *