Nonato Cavalcante emprega o próprio filho na rádio Cultura FM

 Nonato Cavalcante emprega o próprio filho na rádio Cultura FM

Nonato Cavalcante emprega o filho Márcio Davi Cavalcante na própria rádio que dirige

Má rapá, quem viu a Funtelpa em anos atrás, hein? Como se já não bastasse a secretária de Comunicação do Pará, Verinha Oliveira, emplacar o filho dela, Leonardo Chaves de Oliveira, que é formado em Fisioterapia, como produtor da rádio Cultura FM, temos mais um caso de nepotismo escandaloso na mesma rádio.

Veja o case Vera Oliveira aqui: Filho de Vera Oliveira, fisioterapeuta, é DAS na rádio Cultura

Márcio Davi – Pesquisa aqui, pesquisa dali e descobre-se que Nonato Cavalcante, diretor da Rádio Cultura desde janeiro de 2019, ano em que teve início a gestão Heldissssss, emprega o filho dele, Márcio Davi Cavalcante Nascimento, como Assistente II, lotado na sessão de Arquivo da rádio, também desde janeiro de 2019. A nomeação de Márcio Davi saiu somente em fevereiro de 2019, mas saiu com efeito retroativo, porque o papai não deixaria o filhinho assim, sem um mês de salário.

Veja a nomeação de Márcio Davi aqui:

A Rádio Cultura é dirigida pelo radialista bragantino Nonato Cavalcante, desde o início de 2019. Com mais de 40 anos de experiência em rádios, tem uma longa passagem pelo jornalismo da Rádio Clube, emissora de quem, mesmo? Isso mesmo, da família Barbalho.

Aliás, a situação de Nonato Cavalcante, por si só, já é carregada de irregularidades. Ele não deveria estar ocupando DOIS cargos de confiança, sendo um esfera pública e outro, na privada.

Isso porque, Nonato Cavalcante continua com diretor de jornalismo da Rádio Clube AM e diretor da Rádio Cultura. No mínimo, existe um conflito de interesse em ele ser diretor da Rádio Cultura.

Informações dão conta de que Nonato não aparece na Rádio Cultura. Antes da pandemia, ele saía do programa dele na Rádio Clube e chegava umas 10/11 horas da manhã, na emissora do Governo. Saía para almoçar e só voltava no dia seguinte. Quer dizer, trabalhar que é bom, ele trabalha na “casa do patrão”, porque na Cultura é só o “segundo emprego”.

Nonato Cavalcante (à esquerda), com Vanessa Vasconcelos, diretora da TV Cultura, e Hilbert Nascimento, presidente da Funtelpa

Pois é, Heldissssss, olha que coisa: mais um caso de nepotismo na Funtelpa. Mas assim “num tem ascondição”.

1 Comment

    Avatar
  • Mana, pega essa:
    A Vera Oliveira colocou na Secom a esposa do sobrinho dela Ana Paula Oliveira, como chefe de gabinete dela. Vera também colocou Daniel Houat, irmão do Ouvidor Geral do Estado, Artur Houat, como assessor jurídico na Secom. Tem também a Flávia Lima, atual secretária adjunta da Secom, que colocou o primo como assessor jurídico na Secom, Fred Lima, e mandou demitir o fotógrafo Ricardo Amanajás, e colocou um fotógrafo que é amigo do namorado dela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *