Jornalistas do portal oliberal.com têm denúncias sobre condições de trabalho

 Jornalistas do portal oliberal.com têm denúncias sobre condições de trabalho

Prédio do jornal O Liberal, na avenida Romulo Maiorana, em Belém (foto de Cristino Martins/ O Liberal)

O jornal O Liberal, veículo integrante do grupo oliberal.com, acabou e completar 75 anos, com muitas novidades para o leitor, público alvo. Mas, e a galera que põe a mão na massa e faz o jornal se tornar realidade? Bem, esse lado, lá pelas “bandas” da avenida Romulo Maiorana, está um tanto insatisfeito.

Sem registro de ponto – Informações a este site dão conta que há quase duas (2) semanas, o aparelho que registra o ponto, entrada e saída dos jornalistas, na redação, foi retirado e ainda não foi colocado de volta ao seu lugar. Todos sabemos que as tais 5 horas regulamentares de jornalistas é só na Lei, porque sempre se passa do horário. Por isso, a reclamação dos coleguinhas. Sem registrar o ponto, a empresa deixa de apontar as horas a mais de todos que trabalham por lá.

Segundo relatos, a desculpa é que o aparelho “estaria em manutenção”. Mas essa manutenção já vai para 15 dias, a se completarem na próxima sexta-feira, dia 3. Uma coisa que se sabe é que as redações NÃO pagam horas extras. Todas são assim. Mas o registro do ponto traz, pelo menos, o acúmulo de horas extras no “famoso” banco de horas, que, bem ou mal, funciona para se tirar folgas.

Cadeiras e computadores – A outra bronca na redação do LIB é que, com a volta do pessoal da edição, que trabalha mais à noite, do trabalho remoto ocasionado pela pandemia de covid-19, aquele espaço, no período noturno, está prejudicado pela falta de computadores para todos e, até mesmo, cadeiras para sentar.

Sinjor-PA – E mais uma reclamação dos colegas é que, mesmo com boa parte da diretoria, incluindo o presidente, do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA), trabalhando na redação do LIB, e ciente dos problemas, o sindicato ainda não se manifestou sobre os problemas na redação do portal oliberal.com.

NOTA DA EDIÇÃO – Este site entrou em contato com a direção de redação do portal oliberal.com e com a presidência do Sinjor-PA e aguarda posicionamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *