OSCAR 2020

Filme "O Farol" é exibido em mais dois dias no Cine Líbero Luxardo

O filme "O Farol" tem duelo de interpretações entre Robert Pattinson (à esquerda) e William Dafoe

Texto de Marcelo Flexa

 

Grande filme é “O Farol”, direção Robert Eggers ( o mesmo de “A Bruxa”). Há tempos não se fazia um filme assim, com um duelo de atores e atuações viscerais. Assisti-lo me fez voltar no tempo quando também assisti a outro filme intenso, "Quem Tem Medo de Virgínia Woolf ", direção de Mike Nichols, com Elizabeth Taylor, Richard Burton, George Segal e Sandy Dennis, em 1966.

“O Farol” é também outro filme esquecido no Oscar de 2020, tanto para os protagonistas e para outras categorias, no qual ele só concorre em Melhor Fotografia, de Jarin Blaschke, que está sublime. William Dafoe está, como sempre, maravilhoso, porém, Robert Pattinson, mais conhecido pela saga “Crepúsculo”, está a cada filme se tornando e mostrando que é um excelente ator.

Você se espanta com a atuação forte e dramática de Pattison. Pra mim, só peca um pouco no comando do roteiro, mas nada que abale o desenrolar do filme, suspense drama-psicológico.

O filme é imperdível. Corra para assistir. “O Farol” ainda pode ser conferido na terça-feira, 28, e quarta, 29, às 16 horas, no Cine Líbero Luxardo, do Centur. Ingressos a R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia), com venda uma hora antes da sessão e pagamento somente em dinheiro.

Comentários